Como um projeto de interiores para o home office contribui com a produtividade e saúde

Um ambiente bem planejado aumenta a produtividade e evita dores e lesões físicas.

dino

As pessoas estão cada vez mais preocupadas em ter um ambiente adequado que inspire, contribua com a produtividade e não prejudique a saúde.

Curitiba – PR, 27/04/2021 –

O formato de trabalho home office veio para ficar e já é a realidade de muitas empresas que pretendem manter parte, ou toda, a equipe de profissionais trabalhando em suas casas. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, em novembro de 2020, o Brasil somava 7,3 milhões de pessoas trabalhando remotamente.

A arquiteta Renata Pisani conta que entre as consequências do novo formato de trabalho está a necessidade de rever os espaços da casa para que, dentro das possibilidades apresentadas, seja criado um ambiente de escritório para colaborar com a produtividade.

Com mais de 19 anos de experiência, Renata Pisani afirma que a demanda por projetos de home office cresceu e que é necessário fazer uma avaliação profunda das necessidades do cliente para desenvolver um projeto que seja adequado ao espaço, as tarefas diárias sem deixar de lado a ergonomia física.

Onde montar o home office?

Renata Pisani lembra que o lugar para o home office depende das permissões que o espaço da casa oferece, mas que seja qual for o lugar é fundamental que ele tenha um bom sinal de internet. Como solução, a arquiteta indica o uso de multiplicadores de sinal que possibilitam um alcance maior.

Para quem tem uma bela vista da sua janela, Renata Pisani sugere posicionar a mesa de trabalho de maneira que a vista possa ser aproveitada e se torne uma inspiração para as suas atividades. Para quem não possui, é possível adaptar o cômodo para que ele proporcione uma conexão com a natureza por meio da arquitetura biofílica, que utiliza elementos naturais como pedras, fibras e plantas para transmitir uma sensação de bem-estar.

Reunião remota e cenários

Outra nova realidade da vida profissional são as reuniões remotas. E da mesma maneira que uma sala de reunião bem decorada fazia a diferença no atendimento e na impressão passada sobre a empresa ou a atividade exercida, o cenário que será apresentado na reunião remota é fundamental. “É importante criar um fundo que passe a impressão correta sobre a profissão, por exemplo: “para um advogado algo com mais austeridade e para um psicólogo algo mais tranquilo”, afirma Renata Pisani.

Ergonomia

A ergonomia tem como função otimizar o desempenho das atividades, colaborando com a qualidade de vida das pessoas e se relaciona com a arquitetura, uma vez que ambas estão ligadas ao conforto, segurança e funcionalidade do ambiente de trabalho. “Um fator muito importante a ser considerado é a iluminação do espaço, que pode receber e utilizar a luz natural durante o dia, ou a artificial que pode ser um reforço nos horários com menos iluminação”, explica Renata Pisani.

Sobre os móveis definidos no projeto, a arquiteta ressalta que devem ir além da beleza e do conforto, pois cada pessoa possui características físicas diferentes que devem ser levadas em consideração junto com as tarefas executadas na rotina profissional para evitar futuras lesões.

Renata Pisani esclarece que “é essencial ter um briefing completo do dia a dia, atividades e características da pessoa para criar um projeto completo e que atenda às suas necessidades. Porém, há algumas coisas que devem ser pensadas como uma bancada grande que guarde todos os materiais de trabalho como computador, cadernos, agendas e outros, evitando que a pessoa se levante constantemente e perca a concentração”.

Sobre a importância de um projeto para home office, Renata Pisani destaca: “as pessoas estão cada vez mais preocupadas em ter um ambiente adequado que inspire, contribua com a produtividade e não prejudique a saúde”.

Website: http://www.renatapisani.com.br

2016 Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Mercado Imobiliário